Vinho Madeira reforça ações promocionais nos principais mercados europeus

O Instituto do Vinho, do Bordado e do Artesanato da Madeira, I.P. - RAM (IVBAM), em conjunto com as empresas do setor, irá realizar entre os próximos dias 26 e 29 de Outubro, provas de Vinho Madeira, nos três principais mercados europeus de exportação do Vinho Madeira: França, Reino Unido e Alemanha.

 

 

No dia 26 a cidade de Londres acolherá a primeira ação, seguindo-se a capital francesa no dia 28 e terminando na cidade de Hamburgo no dia 29.

O programa estipulado para as 3 cidades é semelhante, iniciando-se às 15h30 com a realização de provas abertas que decorrerão até as 19 horas e onde os convidados poderão degustar uma grande variedade de Vinhos Madeira de todas as empresas presentes em cada cidade. Simultaneamente, entre as 15:30 e as 17 horas, decorrerá um masterclass sobre o Vinho Madeira que incluirá a apresentação de Região Vitícola da Madeira, com caraterização das suas especificidades únicas, desde o clima, o solo, o relevo e naturalmente a apresentação das castas que lhe dão origem, após o que será realizada uma prova comentada do Vinho Madeira. De referir que estas provas contarão com a presença do conceituado crítico de vinhos português, Rui Falcão, como orador.

 

As provas serão especificamente direcionadas ao trade vínico, nomeadamente para importadores, retalhistas, sommeliers, imprensa especializada, entre outros.

 

Nestas ações para além de um representante do IVBAM estarão representadas as empresas: Madeira Wine Company; Vinhos Barbeito; Justinos Madeira Wines; Henriques & Henriques; Pereira de Oliveira e HMBorges.

 

A aposta promocional nestes mercados europeus prende-se com a importância destes mercados em termos de exportações do Vinho Madeira, sendo que estes três mercados ocupam os lugares cimeiros da tabela de exportações do Vinho Madeira, tendo um peso de 36% no valor total, o que equivaleu, em 2014, a um volume de negócio de cerca de 6.505.836 euros.

A realização destas provas é cofinanciada em 85% por fundos comunitários, veiculados pelo Programa Intervir +, sendo o restante montante suportado pelo orçamento regional.